Campos do Jordão

Fazem duas semanas que eu fui comemorar meu aniversário em Campos do Jordão e já estou com saudades do clima de serra. Resolvi fazer esse post para dividir algumas dicas com quem vai passar um final de semana por lá:

1. Sans Souci (Avenida Dr. Januário Miraglia 3260, Jaquaribe) – Em meio ao prédio da malharia Genève, um café cheio de cores e cheiros bons, super charmoso e que serve ótimos cafés e doces. As louças garimpadas em antiquários e o mini bolinho servido com o café são detalhes que deixam tudo ainda mais encantador.IMG_1702IMG_1683IMG_1679IMG_1690 IMG_1696
IMG_1704
2. Horto Florestal ( Estrada do Horto, Descansópolis) – Você paga algo em torno de R$6 para entrar no parque que tem algumas trilhas, o que eu gostei mesmo foi a floricultura. É um programa pra quem está com tempo, para uma caminhada ou levar as crianças. Ó dica, todos os taxistas que pegamos na cidade indicaram o Amantikir Garden, não fui por conta da distância mas quem estiver de carro, dizem que vale a pena. IMG_1808IMG_1770IMG_1786

3. Palácio Boa Vista (Avenida Adhemar de Barros 3001) – O programa turístico que mais gostei, o local é lindo e usado até hoje pelo governador de São Paulo e seus convidados (sim, a gente banca essa vida boa!). Lá dentro não pode tirar fotos, só na área externa, o tempo todo tem alguém pronto para te responder alguma questão e existem pequenas exposições temporárias. É gratuito!IMG_1820IMG_1829
IMG_1841IMG_18384. Matterhorn (Rua Djalma Forjaz 93, Capivari) – Foi o restaurante escolhido para comemorar minha passagem de ano com uma das minhas comidas preferidas, FONDUE!  O local é um chalé super charmoso, com uma venda na parte de baixo, algumas mesas no segundo andar e um piano pra embalar as noites. O festival de fondue custa R$85 por pessoa e é muito bem servido, eu amei e super indico. IMG_1758IMG_1845IMG_18495. Pousada Vilaregio de Campos (Alameda Topázio 35) – Fiz algumas pesquisas para descobrir uma pousada charmosa, bem localizada e não muito cara (tudo em Campos é muito caro), e acabei chegando nessa. Ela é super confortável, o pessoal que trabalha é uma simpatia, os quartos são bons e o café delícia! A diária sai por R$200 em baixa temporada. IMG_1852IMG_1855IMG_1858IMG_1861IMG_18656. Passeio de trem até Santo Antônio do Pinhal (Av. Dr. Emílio Ribas, s/n) e Confraria do Sabor (Av. Dr. Vitor Godinho 191, Capivari) – Primeiro o passeio de trem que foi uma decepção pra mim, como boa mineira a gente espera um belo passeio de Maria Fumaça cheio de paisagens e fuen fuen fuen. Compramos nossos tickets um dia antes e chegamos bem cedinho, quando chega o “trem” que na verdade é uma cabine de metal com bancos iguais os de ônibus mega sem graça, tentei não ficar muito brava com esse fato pra curtir o passeio mas só o que se vê é mato, nada demais. O trilho leva até a estação onde se para por alguns minutos e pode comer um bolinho de bacalhau, mas como íamos almoçar não provamos. O ticket custa R$48, mas ó, vão em Tiradentes, Minas Gerais, que vale muito mais.

Fomos almoçar no Confraria que tem um espaço bem bonito com área externa (que estava fechada, uma pena), o dono foi simpático e ia na mesa perguntar se estava tudo certo, mas escolhemos o prato errado. Pedimos massa que estava bem sem graça, mas fiquei babando nas carnes da mesa ao lado (HAHA pra aprender a pedir a coisa certa), mas a dica aqui é o brigadeiro de colher com 8 tipos de cobertura (R$18), MARAVILHOSO! IMG_1873IMG_1889IMG_1891IMG_1897IMG_1953E é isso, espero ajudar quem for até lá. Outras dicas, o famoso chocolate Aurácaria não tem nada de delicioso, e a cerveja Baden Baden com fábrica na cidade é mais em conta em São Paulo no supermercado do que em qualquer lugar de Campos.

Anúncios

#HolaUruguay

Fico meio boba de ver quantas fotos tem dessa viagem e de como o tempo passa rápido, parece que nunca vou acabar de postar (quem sabe em 2016). Mas como sempre que viajo busco dicas bem pessoais de restaurantes e lugares para conhecer não vou desistir de compartilhar minhas dicas, e a da vez é José IgnacioIMG_8989IMG_9015IMG_9026IMG_9062IMG_9100Um pequeno vilarejo que vem despontando no turismo, tem como base o Farol e fica a 45Km de Punta Del Este. Ideal para passar uma tarde, dar uma volta na praia, conhecer as lojas lindinhas que fica no quadrado a umas 4 quadras da Praia e almoçar no restaurante La Huella, eleito um dos melhores da América Latina (necessário fazer reserva). IMG_9106IMG_9112IMG_9116Por lá as ruelas tem nome de aves, construções charmosas e cada muro mais lindo pra cenário de fotos. Se o La Huella estiver cheio apostaria no Almacén El Palmar ou um café no Domestico, ambos ali no quadrado é super charmoso. Para comprinhas amei a Felix. IMG_9120IMG_9136IMG_9141IMG_9188

– Amor, etc. ♡

IMG_6612Já falei aqui algumas (mentira, foram muitas) vezes sobre a Vila Madalena, ainda pretendo conhecer todos os cantos e todos os restaurantes do bairro mais charmoso de São Paulo. Um lugar que junta uma travessa que carrega o nome de Tim Maia, ruas como Harmonia, Girassol e Purpurina, gente grafitando, cantando, dançando e sorrindo só pode ter o melhor astral.

Esse sábado fui na Peixaria Bar e Venda, restaurante com clima de praia e comida delícia, bebidas idem. Nos finais de semana fica BEM cheio, por isso vá sem pressa, o atendimento pode ser um pouco devagar (mas não menos simpático) e a espera por uma mesa pode demorar… mas enquanto espera você pode tomar uma cerveja (servida no isopor), algumas caipirinhas (servida em potes de palmito, muito charme) ou a raspadinha, minha escolha. Não resisti ao climinha nostálgico de tomar raspadinha, a escolha foi a de cereja com saquê (R$12) e olha, maravilhosa!

Pra comer a maior saída são os pastéis, mas o carro chefe da casa é o camarão na moranga (R$28), preço salgadinho pelo tamanho, mas delicioso. E de prato principal foi o Meca, peixe super bem servido com farofa de banana, feijão fradinho, vinagrete e um molho de manjerição (R$38).IMG_6610IMG_6616IMG_6621IMG_6636IMG_6642IMG_6673IMG_6663IMG_6655IMG_6665IMG_6671IMG_6676Rua Inácio Pereira da Rocha, 112 – Pinheiros

King of the Fork

Pinheiros e seus restaurantes aconchegantes, esse café super charmoso une boa comida e o amor pelas bicicletas. King of the Fork é uma referência ao prêmio “king of the mountains”, concedido ao ciclista com melhor desempenho em subidas de provas tradicionais como o Tour de France. Com mesas ao ar livre, sala com poltronas (boa pra quem gosta de trabalhar ou fazer brainstorm em lugares diferentes, eu adoro), e um enxuto cardápio, esse café ainda vende acessórios lindos para sua bike.

Eu pedi um waffle com manteiga (R$7), o acompanhamento podia ser um pouco mais generoso, mas a massa estava no ponto certo, crocante. Suco de uva, por lá são todos da marca Do Bem, e um muffin de nutella que estava muito bom. E o que eu adoro, a água do filtro como cortesia, algo que todos os restaurantes deveriam adotar. IMG_6186IMG_6175IMG_6176IMG_6177IMG_6179IMG_6180IMG_6183IMG_6184Rua Artur de Azevedo, 1.317, Pinheiros – De segunda a sábado.

São Paulo em Cores V

IMG_5297
Muito bem localizado o Museu do Futebol fica no Estádio do Pacaembu, e diverte até quem não é tão fã do esporte. De primeiro a gente se pergunta o porque do Brasil ter ganhado tantas Copas do Mundo e outras tanto não, a desse ano ainda não foi escrita, mas a nossa imaginação pode fabricar algum texto falando do 7×1 pra Alemanha, no meu caso com uma pitada de humor e ironia.

Ali você acompanha a história, se diverte com os gritos e músicas de torcidas organizadas, conhece o estádio e interage, que tal um joguinho de totó?! O Museu funciona de terça a domingo, com ingresso custando R$6 (grátis quinta).

Aproveite que está na região e dê um pulo na Bráz Pizzaria, tradicional em São Paulo com ambiente bem gostoso com prateleiras de madeira lotada de condimentos em embalagens lindas. O tradicional pão de calabresa vale ser experimentado (R$17 a fatia). Rua Sergipe 406, Higienópolis, a partir das 18:30hrs. IMG_5245IMG_5252IMG_5273IMG_5272IMG_5265IMG_5312IMG_5329IMG_5383IMG_5396IMG_5427IMG_5436

“Futebol se joga no estádio? Futebol se joga na praia, futebol se joga na rua, futebol se joga na alma.” – Carlos Drummond de Andrade

São Paulo em Cores IV

IMG_5215Em 1965 era inaugurado um dos principais marcos na arquitetura de São Paulo, o Terraço Itália possui 165 metros de altura. Em 1967 o restaurante passou a funcionar, atraindo a nata paulistana e logo mais os turistas. Desfrutar do belo skyline que temos no 41o andar já compensaria qualquer contratempo, mas não houve nenhum… Comida deliciosa e com preço fixo no almoço durante a semana: R$79 por courvet, entrada, prato principal e sobremesa.

Fica a dica aqui de escolher um dos risotos deliciosos, de sobremesa escolhi uma torta de limão com sorvete, mas confesso que fiquei de olho mesmo no Mil Folhas da minha mãe.

O típico programa de turista que vale a pena!IMG_5190IMG_5201IMG_5220IMG_5211IMG_5196IMG_5226IMG_5199“We’ll find a way of chasing the sun… we’ll find a way to do what we’ve done!”

São Paulo em Cores III

IMG_4972Domingo, sol e parque. Final de semana é garantia de Ibirapuera muito cheio, prefiram os dias de semana, mas ainda sim as cores compensaram… céu azul, ipês e cerejeiras cheias de flores e pessoas importantes ♡. Que sorte a minha! Dicas para quem é ou vem pra São Paulo, no parque está acontecendo 4 exposições que valem a visita: “Mayas” na Oca até o dia 24 de agosto e “Cores do Brasil” até o dia 02, “Transarquitetônica” no MAC, “O Negro no futebol Brasileiro” no Museu Afro Brasil até o dia 10 de agosto, e “Abraham Palatnik” no Museu de Arte Moderna (aproveite pra almoçar no restaurante delicioso que tem ali). IMG_4981IMG_4999IMG_5029IMG_5006IMG_5060IMG_5115IMG_5155IMG_5156“It’s days like these that make us happy.”