Livros e flores

Nos primeiros meses a mesa de cabeceira esteve bastante diversificada, e hoje vou mostrar os livros que terminei nesses dois primeiros meses de 2015. IMG_1484

A Parisiense : Ganhei de presente no Natal, ele era um dos livros mais compartilhados nas redes sociais, principalmente pelas blogueiras nacionais e internacionais. Escrito pelas amigas Anne Berest (escritora), Audrey Diwan (diretora e escritora), Caroline De Maigret (modelo, produtora musical e musa da Chanel e da Lancôme) e Sophie Mas (produtora de cinema) como uma coletânea de textos, dicas e algumas situações que mulheres parisiense (e do mundo todo) passam, muitas vezes de forma bem humorada, outras um tanto esnobe.

Impossível não comparar com “A Parisiense” de Inès de la Fressange, e se vale comprar um é esse.

“Acredite na sorte, agarre a felicidade e encare os riscos. Com o tempo, eles se acostumarão com você.” – René Char.


A Era do Ressentimento : Do filósofo, escritor e professor Luiz Felipe Pondé faz uma reflexão da sociedade contemporânea. Suas colocações são bem colocadas quando fala sobre o individualismo, o querer aparecer, a solidão, as guerras e as utopias, como somos carentes de atenção e narcisistas.

Um livro feito para refletir, e que apesar de concordar com vários pontos colocados ainda encaro como se precisássemos sim do otimismo e de tentar encarar da melhor maneira o nosso dia-a-dia.

“Sonhamos em ser imortais mas sempre acabamos por experimentar o mundo finito e o limite de nossos sonhos.”


O Chamado do Cuco : Robert Galbraith fez uma modesta estréia nas livrarias, não demorou mais que alguns meses para se tornar um sucesso estrondoso, isso porque era apenas um pseudônimo usado pela autora atrás do sucesso mundial de “Harry Potter”. Isso mesmo J.K. Rowling parece querer uma nova vertente para um série de livros baseados em um detetive particular, Cormoran Strike.

E como estamos falando de Inglaterra, berço de Sherlock Holmes, claro que o detetive tem uma ajudante Robin Ellacott. Juntos eles tentam desvendar se a modelo famosa Lula Landry suicidou-se caindo da cobertura do seu prédio ou foi assassinada.

Confesso que os personagens e a narrativa não me conquistaram de primeira, mas sabendo que o livro teve uma boa crítica e que vem mais 6 por aí fiquei bem curiosa. O segundo livro “O Bicho da Seda” já lançou no Brasil e a série está sendo adaptada para a televisão.


O Princípe da Névoa : Carlos Ruiz Zafón é um dos meus autores preferidos, já falei dele por aqui algumas vezes e agora acabei de ler seu primeiro romance publicado. Escrito para um público infanto-juvenil, mas que pode ser devorado em qualquer idade.

Em 1943 fugindo da guerra a família do menino de 13 anos Max Carver muda-se para um vilarejo no litoral, porém a nova casa é cercada de histórias e mistérios. A história envolve tudo que um menino de 13 anos pode querer ler: naufrágios, fantasmas e primeiros romances.

Daqueles que valem a pena!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s